07 fevereiro, 2007

A imposição do silencio

O Conselho Superior da Magistratura (CSM) decidiu hoje suspender preventivamente o juiz Hélder Fráguas por autoria de um blogue que contém linguagem considerada obscena e imprópriaO CSM optou pela suspensão do juiz Hélder Fráguas, que exerce funções no Tribunal do Barreiro, mesmo antes da conclusão do respectivo processo disciplinar, pelo que este fica impedido para já de exercer actividade.

Depois de uma leitura do Blogue “Aqui e agora” do magistrado tudo o que encontrei foram textos bem escritos que não se referindo a nenhum caso em particular demonstram a visão do autor sobre diversos temas do direito. Gostei do que li e, em nenhum momento encontrei a tal linguagem considerada obscena e imprópria que levaram à sua suspensão, muito menos entendendo a razão da urgência de aplicar a pena mesmo antes da conclusão do respectivo processo disciplinar. Não li todos os textos, mas nos que li nada encontrei que justifique tal acção. Só mesmo esta ideia de impedir que as classes profissionais manifestem a sua opinião, que cada vez surge com uma mais força, me parece pode justificar este acto. Que medo é este que começa a imperar na nossa sociedade? Será que todos nos temos de esconder no anonimato para podermos dizer as nossas opiniões? Estaremos a voltar aos tempos de clandestinidade?

13 comentários:

Outsider disse...

Esta decisão faz-me lembrar um certo lápis azul que existia antes do 25 de Abril. Parece que há um medo crescente, que as pessoas exprimam as suas opiniões fora dos media. Qual será a razão deste medo?...
Um Abraço.

Zé manel disse...

Caro Kaos, eu já tinha dito isto: Eles "andem" aí...
Devagarinho, devagarinho, o país das amplas liberdades vai-se tornando o país da rolha, novamente!!!
Foi o autor do blogue Do Portugal Profundo, é agora este... enfim.
Fora aqueles que não são do conhecimento público...
Cuidado, que o Echelon nacional está ao virar de cada esquina!!!
Muito cuidado!!!

Visitante disse...

Linguagem imprópria e obscena? Onde?
E mesmo que fosse?

AQUI E AGORA devemos denunciar os atentados à liberdade de expressão e opinião.

tb disse...

Fui lá e nã ovi nada de obsceno, pelo contrário, prosa bem cuidada.
Bem digo eu que já vi isto mais longe...
bjs

luikki disse...

passo-a-passo, a caminho da censura!

Esteva disse...

De facto, parece que quem tem patrão não pode ter opinião, sobretudo sobre assuntos relacionados com essa mesma profissõa! É como diz o luikki: passo a passo, a caminho da censura!

Dae-su Oh disse...

Qualquer dia fecham o nosso :(

PR disse...

Vim ler propositadamente este. Boa tarde.

lurdes disse...

Era o que tu gostavas, não era? O voltar ao antigamente. Aos tempos da censura. Para que o teu trabalhinho pudesse ter algum valor. Para que te sentisses importante. A clandestinidade! Que saudades! Assim neste charco da liberdade o teu texto é mais um sapinho triste a saltar para os nenufares. Mais um redondel de imbecilidades ao qual ninguém liga. Talvez tenhas sorte!

poca disse...

então mas o senhor lá por ser Juíz não tem direito à liberdade de expressão?!

lili disse...

claro que vamos é so ter paciencia

Anónimo disse...

Não vi as obscenidades.....

natalina disse...

Que medo é este que começa a imperar na nossa sociedade? Será que todos nos temos de esconder no anonimato para podermos dizer as nossas opiniões? Estaremos a voltar aos tempos de clandestinidade?
È lamentável, incrível, absurdo, mas infelizmente é a verdade que estamos a constatar, FORÇA, POR FAVOR NÃO TE CALES...

Abraços Talina